sexta-feira, 15 de julho de 2016

Amor de Fevereiro

(Pedro Paulo Marra)

(Foto: Divulgação)

Você voltou.
Com o mesmo suspiro e voz rouca ao falar.
Num jeito tropicália MPBista.
Você pisca.
Naquela velha maneira de me olhar.
Ouvindo Marvin de um tal de Titãs, você viveu...
E pra mim, olhou.

Comendo bolo caseiro e rindo de nada.
Caiu na minha graça.
E sorriu também de graça.
Mas, por quê você voltou?
No momento em que a porta bateu, e a saudade chorou.

Você voltou.
Também cantando uma bossa não tão nova assim.
Jogando beijos perfumados.
Cheio de detalhes no rosto, logo, vinha aquele cheiro da cozinha...
Sabe, do seu chá de alecrim.

Você voltou mesmo.
Voltou para expor sua aura.
Ganhar mais vida.
Claro!
Ao meu lado.
Do jeito certo, tudo com muita calma.

Por isso que eu digo.
Nosso amor não é passageiro.
Ele vai e volta, igual Fevereiro.
Numa batida quase violenta.
Mas...
Nosso amor é em câmera lenta.

Produção: 14 de Julho de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário