sábado, 24 de setembro de 2016

Carrocéu

(Pedro Paulo Marra)

(Foto: Divulgação)

De pisada em pisada.
O menino de boina não só anda pela escada.
Advinda dos céus, perto de sua casa.
Caio repara o campo num tom de despedida.

Socialmente, ele sobe devagar...
Vivendo seu próprio conto infantil,
que para ele, sempre existiu.
Nos detalhes rasantes pelo ar.
No vento perfumado que invade até a sala de estar.

Pois bem...
Encontrará a infinitude,
de ser criança e brincar.
Desde os clássicos jogos às mais novas manias.
Sorrindo com muita saúde.

Caio se tocou,
só quando acordou no céu.
Sem precisar morrer, ele apenas sonhou.
Um novo pequeno príncipe?
Longe desse papel.

O menino de boina deixou sua casa mais feliz do que triste.
Porque iria morar no seu novo quarto.
O Carrocéu.

Produção: 19 de setembro de 2016.


2 comentários: