domingo, 16 de outubro de 2016

Com proeza

(Pedro Paulo Marra)



(Foto: Divulgação)

A poesia te ganha.
Não sei se é no começo, meio ou no final.
O pouco é muito quando a rima sai bem natural.

Faço pelo belo objetivo, 
e nunca pela beleza de enrolar versos contigo.
Pois esses, qualquer leitor de jornal amassa e vira lixo.

Produção: 14 de outubro de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário