terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Fome de poesia

(Pedro Paulo Marra)

(Foto: divulgação)

Ter uma boa alimentação,
é igual rimar.
Encaixar os nutrientes pra cada refeição.
Cozinhar as palavras e temperar os acentos, do café da manhã ao jantar.
Até chegar o ponto,
em que a comida está no ponto.
É quando a fome de escrever não perde por esperar.

Produção: 20 de janeiro de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário