sábado, 20 de maio de 2017

Na imensidão, amor

(Pedro Paulo Marra)

(Foto: disponível)

Me perdi, no meio do nada.

Talvez fosse necessário, sabe.

Fugir um pouco da minha mocidade.

Amadurecer de verdade.


Em busca de alguém como você.

Almas perfeitas,

corpos avistados de longe.

Com o amor ambíguo...

Nossa seita.

Produção: 14 de maio de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário