quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Estação unitom

(Pedro Paulo Marra)


(Foto: divulgação)

H²O em vidros.

Vento frio.

Tímidos são os risos.

Chegou, a primavera.


As pistas brilham.

Sob a luz fria, que dá vida ao escuro.

Brasília vira um quadro a cada muro.

Cai chuva nas tesourinhas.

Respiram sorrisos nas minas.


É véi.

Bom é ter amigos.

Se sentir um ipê nos pilotis.

"Quero ficar de boa", o outro diz.

Há beleza em Brasília.


De estação em estação,

os trilhos chiam,

o aconchego vem,

encostados na janela gelada.

Mas é bom.


O tempo de um só tom.

Brasílico.

Produção: 27 de outubro de 2017.



2 comentários: